• Marcelo Dieguez

Autocuidado de um jeito que você nunca imaginou!



Você pode achar que sabe o que significa Autocuidado pela construção da palavra: Auto - próprio; Cuidado - cuidado. Cuidar de si. Mas acredite, vai muito além disso. Me acompanha aqui.


Já tem um tempo que eu me deparo com este termo, porém nunca havia parado para ler mais sobre por causa, admito, da soberba de achar que era cuidar de si e ponto. Mas o Autocuidado é mais profundo do que acreditamos.

A maioria de nós, erroneamente, considera o Autocuidado como cuidar da pele, do corpo, da saúde, etc. Porém, esta é somente a ponta do iceberg e a parte fácil. Inclusive ele é responsável por nos manter distantes de muitas doenças emocionais.

O Autocuidado, em sua essência, é quando nos permitimos olhar para si em uma relação com nós e o mundo, a partir da gentileza.

Agora ficou mais complicado do que "cuidar de si", né? Mas vamos lá!


Para se cuidar, primeiro, você tem que se conhecer

Um passo muito importante para iniciar o processo do Autocuidado é, verdadeira e genuinamente, se conhecer. Eu sei que você respondeu "Eu me conheço", mas eu tenho certeza que não.


Neste momento, eu gostaria que você pegasse um papel e uma caneta, ou abrir o bloco de notas do seu celular. Escreva em um parte Emocional e na outra Físico.

Na parte Emocional, escreva todas as emoções que você tem sentido ultimamente (tristeza, angústia). E na Físico, como tem sentido seu corpo recentemente (cansado, dolorido).

Por que escrever? Porque quando você escreve, você para pra prestar atenção em como você está de verdade.


Depois de fazer esta lista e se conscientizar do seu estado, é hora de entender os motivos e o que você pode fazer para se cuidar e não permitir que isto permaneça acontecendo.


Um ponto sério aqui: cada um é cada um, então uma solução para você pode não funcionar para mim, pois somos diferentes, gostamos de coisas diferentes e temos aptidões diferentes.

Se você está se sentindo muito cheia e percebe que precisa espairecer, uma corrida matinal pode ser a solução para você, mas não para sua amiga, que detesta corrida. Para ela, pode funcionar melhor um Yoga.

Nós devemos SEMPRE respeitar os meios pelos quais vamos buscar o nosso equilíbrio. Não force uma coisa que você ou seu corpo não gostam, só porque está na moda ou todos estão fazendo. É preciso se respeitar.

É legal dizer também que esta lista não é fixa. Como todos sabemos, nossos sentimentos e estados corporais mudam e podemos, em outro momento, ter outras necessidades.


Saiba dizer não

Um dos maiores inimigos do Autocuidado é esta palavra: não. Mas por que?


Quantas vezes você já se pegou cansado, sem energia e precisando urgentemente descansar, mas não recusou um convite de um grande amigo para sair e jantar ou uma balada? Ou, quantas vezes você deixou de fazer algo que você estava realmente afim de fazer por um outro pedido de outra pessoa?

Eu tenho certeza que algumas. É natural, pois queremos ajudar o próximo, quebrar um galho, etc. Podemos pensar: "Ah, ele está precisando.", mas não se esqueça que você também está precisando de algo.

Veja bem, não estou falando para você parar de ter empatia! A empatia é muito importante e é um sentimento muito nobre, mas se você abrir mão constantemente do cuidado com você mesmo, pode chegar o dia em que você estará no limite e pode ser acabar se tornando prejudicial para si próprio e para os seus relacionamentos.


Saber dizer não é muito importante para se preservar, afinal, se você não estiver bem, como vai poder ajudar alguém?


Olá, solidão. Posso te fazer companhia?

Nós temos um preconceito com esta palavra. Ela é forte, né? Solidão. Dá até um desânimo quando a escutamos. Isso porque remetemos solidão a períodos longos, e não a momentos curtos e definidos por nós. Mas a gente tem que entender que a solidão, de vez em quando e em alguns casos, pode ser uma grande aliada. Por exemplo, para você se conhecer mais, é preciso parar e se escutar, o que não dá pra se fazer em um lugar muito barulhento ou com muitas distrações.


Tire um tempo e faça amizade com esta que pode ser uma grande aliada no seu processo de descoberta interior.


Autocuidado e seus preconceitos

Infelizmente enfrentamos alguns preconceitos por termos Autocuidado, principalmente os homens. Isso vem mudando ao longo do tempo, mas ainda há, presente na sociedade, a visão do homem forte, antifrágil que não precisa dessas coisas. E isso traz muita coisa negativa, como o desestímulo a se autocuidar, já que não pode compartilhar, tirar dúvidas, etc.


Mulheres também sofrem com isso, mas de uma maneira muito mais branda. A Estética e a parte emocional sempre foram mais presentes e aceitas do que com o sexo masculino. É mais comum em mulheres julgamentos do que preconceitos.


O Autocuidado é uma jornada que precisamos percorrer para nos tornarmos cada vez melhores como indivíduo. No exterior, mas principalmente interior. É extremamente necessário nos conhecermos a fundo para conseguirmos cuidar de nós mesmos.

De agora em diante, não subestime mais o poder do Autocuidado, ele pode te ajudar de maneiras que você nunca imaginou, pois quando nos conhecemos melhor, nos entendemos melhor e podemos saber exatamente como podemos evoluir.

14 visualizações
Assine nossa newsletter para receber nossos conteúdos em primeira mão!

© 2020 by @marcelodieguez.